E do que adianta?

Postado em 30 de julho de 2012



Na verdade não me sinto a vontade... Não me entro totalmente em nada, apenas estou, mas não inteiramente, não quero estar toda alegre com uma turma, ou seja lá quem for, e me sentir totalmente ao contrario, confusa, incompleta e sozinha.
Não quero nada desse mundo, única coisa que queria muito é me encontrar e depois disso, sentar em um lugar tranquilo e esquecer-se de tudo, esquecer até de mim mesma... Esquecer-se do passado, de tudo.
E logo não teria mais no que pensar, seria algo estranho, talvez. Mas meu corpo estaria num lago profundo ou quem sabe envolta de muitas flores, e com isso pararia o tempo, nada mais seria capaz de me entristecer, não sentiria nada além de incompreensão, pois não saberia, mas nada.
E me pergunto "é normal se sentir sozinho em volta de tantas pessoas?”. Como pode, se sentir tão incompleto e não querer nada, apenas algo que não se sabe, e nisso me afasto de tudo, mas não posso deixar tudo assim, então aproveito me dedico e pouco a pouco supero tudo sozinha, de novo, pois no mundo dos sonhos, sonhar é deixar acontecer e querer, mas quando nos perdemos nem isso é possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário