O agora

Postado em 23 de outubro de 2012





Já não sei onde estou
E nem o que sou
O que fiz pra mudar
O que um dia me fez chorar


O sol brilhando lá fora
Faz-me sentir... Viva
E quando a chuva chega
Fez-me sentir um alivio

Viva para aprender
Todo instante é assim
Por tudo que já vivi
Espero que tudo seja aprendido

E o tempo passa tão rápido
Espero poder vive-lo
Como nunca vivido
E quando parar, que eu me sinta... Incrível

E se tudo voltasse
O que seria mudado
Todos questionam isso
Pena, que não se pode fazer nada a respeito.

E o que podemos fazer?
Se nada pode ser mudado
Se nossas lembranças são
Eternas e inesquecíveis
Para-nos mesmos
E o que fazer para ter o agora em nossas mãos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário