Dom da natureza

Postado em 23 de julho de 2013


Meu corpo esta frio, minhas mãos entrelaçadas não se esquentam e meu corpo treme, olho pela porta aberta, carros passando, o céu cinza e chuvoso e as arvores dançando com o vento gelado, só não pensaria que viria um beija-flor na arvore com flores, beijando-as como se não tivesse chovendo e por um instante parou de voar e ficou num galho encolhido.
 E pensei: “Nem com o frio, não importa a estação e nem o sentimento que você carrega no coração, a natureza sempre trabalha, nunca para e tudo com um objetivo necessário para sobrevivência, alegria, energia e para o bem de todos nós”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário