Infinito perfeito

Postado em 11 de junho de 2014



Indo para meu destino
Vejo tudo passar
Na direção errada ou certa
O vento vem e vai 
Devemos fazer o mesmo? 
Ou ir apenas em uma direção


Então respiro fundo e continuo
Não sei se é para o caminho certo ou errado 
Mas continuo
Do meu jeito
Vendo a lua
As flores
Os pássaros
O céu...
Não consigo parar de ver
Respiro

Inspiro tudo que o mundo me mostra
E piro...
Pois esse é meu motivo
Faz parte de mim, ser e ver a natureza

Respiro 
A lua
As flores
Os pássaros... 
A natureza em geral

Inspirar a beleza
Que vale
Que vai se desfazendo e revivendo
Todos os dias
Sem se cansar
E vai e vem 
Sem fim
É o infinito perfeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário