Um dia em São Paulo

Postado em 25 de março de 2017


O caminho é o meio. Não é ser totalmente nada do que o mundo é. O segredo é o ser feminino ser/ter o masculino e vice versa, é não ser ateu nem religioso demais, a ponto de ser fanático, nem em ser rico demais e nem pobre. Não é ser de direita ou de esquerda, mas a solução das situações. É ser e ter tudo que quiser, mas não dispersar sua alma, saber olhar nos olhos dos outros e ver algo lá, e não o vazio que está. Excesso em comida, bebida, conversas vazias, sem brilho, nem tinta, sem ser, consumos ao extremo, vazios intensos. São prisões, mendigos, drogados, ricos venerando arte morta, cinza é o ar que respiram e não vivem a alma, do seu ser, por isso dos transtornos, depressão, angústia. O mal do mundo são os excessos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário