Me permito

Postado em 21 de maio de 2017


E se dissesse que não sei nada, que até agora não foi nada pra mim tudo que aconteceu com a gente. Já perdi dias, horas com meus próprios pensamentos, já cansei de me sentir sozinha, mesmo vivendo tantas coisas, sei que quando paro é assim que me sinto. E me completo sim, porém neste instante, a solidão é tanta que nem uma música ajuda, e nenhuma lágrima vem... Dessa vez é uma tristeza, tal que está me desmotivando pra muitas coisas, e não posso permitir isso. Sei que tudo vai dar certo, só que em longo prazo, e se não me erguer agora, não terei resultados depois. Porém tenho que me permitir sentir... Mesmo que a tristeza, pois a muito tempo já não a sentia como estou agora. Então vou me permitir, simplesmente para que passe e depois aprenda o que quis me passar.
Me permito a todo instante ser quem sou
Pois sinto o que sou
Um fogo em mim
Ardendo minhas mãos
Porém não me permito
Viver loucuras
Pelo tempo, obrigações, deveres
E por mim também
Não posso perder meu tempo
Mas sei que com o tempo "perdido"
Que encontro nos outros respostas
As quais me ajudam a crescer...
Da mesma forma que preciso do mundo
Para aprender, sei muito bem
O quanto precisam de mim também...
Ambos no mesmo sentido que o sol
E em outras como a lua
Assim sigo
Às vezes minguando outras crescendo
Para novas e cheias inspirações
E com o calor do sol
A pulsar em todo meu corpo
E um sorriso irradiar minha alma.

Um comentário: