Dança de décadas

Postado em 20 de dezembro de 2017


Num salão dourado dancei sem parar, no palácio onde todos veneravam o bom e o prazer
No acampamento dancei em volta de uma fogueira, onde todos sentiam o bom e as forças da vida no próprio ser
Na floresta em meio as pedras e luar, o corpo nu venerava a lua e a natureza, e dançava ao som das árvores e arpas.
Em sintonias e tantas melodias, os anos se passaram e muito dancei e a cada década, ano e dia senti a doçura e leveza de uma sinfonia, canção cantada ou tocada, todas sentidas em meu coração, e com grande emoção que a música e dança sempre me trouxeram e estiveram presentes em meu ser. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário